quarta-feira, 30 de julho de 2014

Mãe, é só saber - Uma poesia de porquês


Eu já contei neste post aqui que, quando não temos resposta para uma pergunta do Rafael, ele insiste dizendo que "é só saber", como se fosse uma pílula mágica ou como se fosse óbvio que os pais sabem de tudo. "Como assim não sabem?! É só saber!"

Além de engraçado, eu acho que tem poesia nisso e resolvi escrever uns versinhos.

Mãe, é só saber

Os pequenos seus porquês
Encontram colo sem saber
Na mãe, que sabe saber
todas as respostas e porquês

Mas tem hora, tem dias que
A mãe, que é só saber,
não sabe bem por quê
não tem aqueles exatos
porquês que se quer saber

Mas nenhum porquê acredita
Que mãe não sabe saber, e refuta
"ah, mãe... é só saber! ué"
certo que és uma poesia de porquês!

E será que a mãe sabe que,
coração que ama até não caber
só pode provar afinal que
mãe é só saber!

...

O que vocês acham dessas rimas dos porquês ventiladas pelo Rafael?

Mas se você é uma pessoa mais metódica e gramatical, confere neste link aqui, as regras dos porquês...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...