segunda-feira, 30 de junho de 2014

Adivinha o que é?



Eu contei neste post aqui que reduzi a quase 0 a quantidade de TV que o Rafael assiste. Um dos principais motivos é para que ele tenha tempo de tédio ou ocioso para que surja aí o ócio criativo. Eu quero que a infância dele seja recheada de lembranças de coisas que ele fez e a TV acaba por confina-la no sofá passivamente. E, pensando nestas coisas, dentre outros argumentos desfavoráveis, desliguei a TV.

Eu sabia que teria que substituir a TV por alguma outra coisa para ocupar o tempo dele. Então, no início eu sempre apresentava algumas atividades e tal. Mas com o tempo fui percebendo que eu não precisava ocupar o tempo dele, que o que ele precisava era justamente de tempo para criar, para criar ativo, para ser criativo.

A partir disso, pude perceber umas coisinhas muito legais. Sobrou mais tempo para estarmos juntos de verdade. E sobrou tempo para ele se entreter sozinho também. Ele não exige a minha presença sempre (embora ainda me demande muito). Então, eu posso lavar a louça enquanto ele se diverte sozinho. É como se ele já estivesse aprendendo a conviver melhor com o tédio sem que isso cause grandes transtornos disciplinares.

Ou ele participa do que estou fazendo, o que é sempre uma oportunidade para aprender a ter mais paciência, a ser mais conciliadora, a ser mais compreensiva com as limitações naturais de uma criança (o que me leva a ser mais compreensiva com as limitações dos outros). Quem é mãe por aí sabe do que estou falando!

Em um desses momentos, em que estava justamente lavando a louça, e o menino estava brincando livremente e sozinho, ele produziu a obra acima (que tive que fotografar e vir correndo registrar aqui no blog).

Mas o quê mermo que é isso!? É o pai dele gente. Não é óbvio!?

Como já somos adultos, não vamos entender mesmo, então vai aí a explicação:

A flauta e a lupa são os pés. A fita vermelha, o corpo. A baqueta e a lanterna, os braços. A fita amarela, a cabeça. A baqueta, a boca. E ainda tem duas missanguinhas que são os olhos (não dá pra ver na foto). Ceis acreditam que ele foi perguntar para o pai, qual era a cor dos olhos dele para escolher a cor das missangas?

E a bola, o nariz. O Nego achou que ele exagerou um pouquinho na proporção do nariz. kkkkkkkk

Esse criar ativo era justamente o que eu queria ver ele fazer. Tem coisa mais a cara de criança do que fazer arte?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...