domingo, 4 de maio de 2014

Rafael Musical I

Não conheço nenhuma criança que não tenha um interesse natural por música e ritmo. Algumas mais e outras menos, mas o interesse musical dos pequenos é visível para qualquer observador mais atento. Segundo os "períodos sensíveis", observados por Maria Montessori, é a partir dos 2 anos que se manifesta na criança o período sensível para a música e ritmo, mas nós iniciamos o Rafael na musicalização infantil aos 6 meses e desde que ele nasceu a música está presente.
Criamos um ritual de sempre colocar música quando ele vai dormir. Sempre o mesmo CD (é uma coleção da MPBaby com músicas instrumentais do U2). E o Rafael já vinculou essas músicas com a hora de dormir, porque basta ligar o som e ele diz: não quero música, não quero dormir!! (haha, menino esperto). E é assim: basta começar a tocar aquela musiquinha calminha, no silêncio e no escuro que até eu já começo a bocejar. Até o meu cérebro já associou essas músicas com sono.

É incrível perceber que ele tem uma relação muito especial com a música. Ele escuta os sons e quer identificar qual é o instrumento, quem está cantando, qual é o nome da música. Ele escuta música na TV e quer acompanhar tocando os instrumentos que tem. Pede para cantarmos pra ele o tempo todo. Dança com o barulho irritante a música do liquidificador.
E, mais recentemente, ele está inventando músicas. É uma lindeza de se ver. E as músicas dele falam do cotidiano, da escola, do papai e da mamãe, dos passeios e de tudo mais.
E, falando nisso, o papai também fez uma música pra ele, quando ainda era uma barriga. Foi o início da vidinha musical do pequeno. Segue a letra aí porque ainda não consegui convencer o papai a deixar eu gravar e colocar aqui. É um raggae.

Ô muleque, muleque, não sei que cara você tem
e você nem sabe qual é a minha cara também
não sei se gosta de chupeta, chupa dedo ou faz careta
se baba até encharcar, se abre aquela choradeira, se acorda a família inteira
só porque cê quer mamar

muleque, nem sei que cara você tem
um dia, muleque, cê vai crescer e ser alguém
tudo que eu sei até agora
se gostar de jogar bola ou se gostar de cantar
pela sua vida afora, a qualquer dia, a qualquer hora
comigo você pode contar

É fofa né!? Eu fico emocionada quando ele canta essa musiquinha junto com o Rafael. Impossível não pensar em tudo que já vivemos desde então. E, agora, ele está aqui crescido e gosta muito mesmo de cantar. E cada dia mais tem contado com o paizão que tem. Vou preparar uma série sobre essa vidinha musical do pequeno e vou postando aqui aos poucos.

#campanhanegocanta
Enquanto o vídeo não sai, vão fazendo suas próprias versões e postem aqui para eu ver. E, se você é como eu, que só consegue tocar campainha, pode ajudar postando argumentos para eu tentar convencê-lo (#campanhanegocanta).

P.S. 1: Tem um grupo de música para criança que descobrimos o ano passado que tem umas musiquinhas tão fofas que já entrou no rol dos nossos preferidos. Se chama "éramos três" e pouca gente que eu conheço já ouviu. Eles tem apenas um CD e disponibilizam o download gratuito no site deles. Vale muito a pena conferir.

P.S. 2: Se você é de Brasília e ficou interessado no curso de musicalização para crianças, entre em contato com o Ricardo no telefone (61) 3107 1087.

P.S. 3: Não é um publieditorial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...